O Raio Esférico

Um fenômeno que só recentemente os cientistas têm relacionado com o avistamento de OVNIs é o do chamado raio bola. Esse tipo de fenômeno atmosférico(apesar de ter sido visto também no espaço) consiste em um tipo de concentração de eletricidade, no formato esférico, na maior parte das vezes, que surge geralmente durante uma tempestade, mas há casos do mesmo surgir também com o céu claro e ensolarado. Nesta seção vamos apresentar muitas informações sobre esse interessante e misterioso fenômeno, que ainda desafia a comunidade científica. Atualmente há diversos grupos de cientistas ao redor do mundo estudando esse fenômeno. Vamos explicar também qual é a sua relação com os chamados OVNIs ou UFOs. Esse fenômeno do raio bola é denominado também por nomes semelhantes, como raio globular, raio esferoidal, relâmpago globular, etc, e em inglês chama-se “Ball Lightning”.

O QUE É UM RAIO BOLA , RAIO ESFÉRICO, RELÂMPAGO GLOBULAR

DADOS GERAIS SOBRE O FENÔMENO DO RAIO ESFÉRICO

-O fenômeno do raio esférico é pesquisado desde 1850.
-Cerca de 10.000 observações foram coletadas.
-O cientista Nikola Tesla gerou em laboratório raios esféricos de 1 a 2cm de diâmetro com uma duração de 2 a 3 segundos.
-Raios esféricos foram observados, com diâmetros de 1.5m, 0.1 a 0.2m, e 0.01 a 1.00m.
-Foi registrado o caso de um raio esférico que, ao tocar o solo(uma área de 1.5m de diâmetro)derreteu 440Kg de solo seco e evaporou 175Kg de água.
-A energia termal calculada de um raio esférico é de aproximadamente 10(9)-10(10)J.
-Os raios esféricos surgem e repentinamente desaparecem;atravessam paredes;possuem variedade de cores;há relatos de raios esféricos surgirem dentro de casas, aviões, e até veículos espaciais;atravessam vidraças sem se alterar;algumas vezes foi relatado possuírem cor verde-azulada.
-Usualmente acredita-se que os raios esféricos surgem durante tempestades elétricas;devem possuir pouco peso;há relatos de raios esféricos movendo-se contra o vento, com velocidade de 10m/s, com luminosidade constante por duração de 10 s.
-Existem relatos que confirmam o surgimento de raios esféricos quase imediatamente depois de raios locais.

2

CARACTERÍSTICAS

-Ocorrência

Em muitas observações feitas durante tempestades elétricas observou-se raios esféricos descendo diretamente de nuvens em direção ao solo.

-Aparência

Freqüentemente possuem forma esférica, mas também de forma oval, gota d’água, bastão, discóide, elipsóide, com diâmetro de aproximadamente 10-40cm, apresentando muitas cores, mas principalmente a mais comum observada o vermelho-laranja, o amarelo ou branco.Mudanças de cores foram observadas.Não são excepcionalmente brilhantes, mas podem ser observados claramente, de dia ou de noite.

10

-Duração

De 2 a 5 s, mas há relatos confirmados de raios esféricos que persistiram por até 2 horas.

-Movimento

Apresentam movimentos horizontais, muitas vezes a poucos metros do solo, com uma velocidade de 3m/s.Podem também permanecer totalmente parados no ar, ou descer de uma nuvem em direção ao solo, porém raramente foram vistos elevar-se.Observou-se rotação enquanto se deslocavam.Foi observado um raio esférico que quicou ao solo, diminuiu sua velocidade, e foi observado aumento de temperatura, tornando-se de cor branca e logo a seguir subir na vertical.

13

-Calor, som, odor

Há relatos de queimaduras em pessoas, devido à radiação.Também há relatos de raios esféricos que entraram na água, que logo ferveu, acompanhado por som de como colocar ferro quente na água;o raio esférico é composto de plasma, com grande quantidade de corrente e quando toca a água, ela ferve devido à transferência de energia e por causa que o plasma se torna gás e libera intenso calor.Há relatos de sons como assobio.Odor é relatado, lembrando ozônio, enxofre queimado, ou óxido nítrico.

-Atração de objetos e recintos

Raios esféricos são atraídos por metais;objetos contendo material ferromagnético e corrente, mas são repulsados por outros metais que não contêm corrente.Quando atraídos, movem-se junto ao objeto atraído; há relatos de raios esféricos que surgiram dentro de casas ou que entraram pela chaminé ou janelas, e ainda há relatos de raios esféricos dentro de aviões.

19

-Desaparecimento

Ocorre por dois modos:
-Desintegração silenciosa rápida ou lentamente, sem som;
-Explosão rápida com ruidoso “boom”.Há relatos de neblinas ou resíduos. Ocasionalmente, raios esféricos quebram-se em vários raios menores.

Há relatos do surgimento de raios esféricos por ocasião de acidentes em equipamentos elétricos de alta potência.Também foi relatado que houve o surgimento de raios esféricos simultaneamente com uma descarga elétrica de uma nuvem ao solo.Também foram observados raios esféricos surgirem sem qualquer raio ou tempestade elétrica.Houve mudança de brilho e tamanho; ainda há relatos de raios esféricos gerados no fundo do oceano por aberturas vulcânicas eletrificadas, que saem da água subindo para a atmosfera.Existe um relato de um raio esférico que possuía diâmetro de 6 metros, que persistiu por até 2 horas.

harovai-mol

Há 5 tipos conhecidos de raios esféricos:
1-Os atraídos por condutores(linhas de força, telefone, etc)_
2-Os de vôo livre na atmosfera
3-Os de movimento rasteiro, que surge perto do solo
4-Os que permanecem suspensos em grande altitude
5-Os que descem de uma nuvem

Há vários relatos de raios esféricos subindo vertiginosamente na atmosfera; pensa-se que os raios esféricos surgem devido à existência de ondas eletromagnéticas de alta intensidade. Foram observados diversos raios esféricos antes e depois do terremoto em Cobe, Japão, em 17 de janeiro de 1995.

BL_hung

MAIS DETALHES SOBRE O FENÔMENO DO RAIO ESFÉRICO

Usualmente tem a forma de esfera, mas algumas vezes é oval. É raramente maior que uma bola de tênis, mas alguns pesquisadores acreditam existir formas raras maiores que são ainda pouco conhecidas pela ciência. Podem flutuar livremente pela atmosfera, freqüentemente seguindo linhas de força, tendo efeitos sobre equipamento como acender tubos de néon e danificar circuitos elétricos. A despeito de seu nome, o raio esférico não requer uma tempestade para se formar, e têm surgido de dia e à noite, dentro e fora de casas, em tempo quente, frio ou úmido. Os raios esféricos irradiam pouco ou nenhum calor, apesar de que se tocado pode queimar. Muitos relatos indicam raios esféricos frios. Estudos indicam entretanto que podem atingir temperaturas de 16.000 Celsius.
Raios esféricos têm sido vistos atrair-se por objetos, especialmente se forem metálicos ou magnéticos.
Tamanho:Raios esféricos tem por volta de 15 a 30cm de diâmetro, apesar de terem sido vistos raios esféricos de tamanhos que variam de 1-2cm até 5-10m. Algumas vezes o tamanho varia durante a observação. Pulsos podem aumentar e diminuir o tamanho numa freqüência constante. Quando decaem diminuem de tamanho. Quando explodem aumentam seu tamanho logo ao final de seu tempo de vida. Há relatos de raios esféricos que se quebraram em vários e recombinaram-se mudando seu tamanho.

Diagrama comparativo do tamanho do raio bola:Comparado com a figura humana, vemos um raio bola de 1cm de diâmetro, 15 cm, 30 cm, até 5 e 10 m de diâmetro(muito raros). Para comparação, o desenho de um avião de passeio está inserido

Diagrama comparativo do tamanho do raio bola:Comparado com a figura humana, vemos um raio bola de 1cm de diâmetro, 15 cm, 30 cm, até 5 e 10 m de diâmetro(muito raros).
Para comparação, o desenho de um avião de passeio está inserido

Forma:A maioria dos relatos indicam a forma esférica ou oval. Porém, há relatos com as seguintes formas:retângulos chatos, cubos, torus, sino, nuvem como vapor, colunas, cilindros, forma de bala, cigarro, cone, lenticular, escudo, espiral,etc. Estas formas, no entanto, são mais raras. Algumas vezes, raios esféricos são vistos mudar de forma.

Cor:As cores mais freqüentes são o branco e laranja-amarelo. Outras cores menos comuns são vermelho, azul, amarelo, e algumas vezes verde. Há relatos de algumas vezes cores como prata e preto. Alguns raios esféricos mudam de cor, que parecem variar de cor de acordo com a distância.

Velocidade:Qualquer estado estático até inimagináveis velocidades (32.000Km/h).Velocidades freqüentemente variam durante o avistamento. A velocidade mais comum é a de 5m/s que corresponde a 18Km p/h.

Estrutura:Parecem ser algum tipo de plasma ou substância nebulosa. Algumas esferas são translúcidas no centro. Outras aparecem ocas, tomando diferentes formas internamente ou tendo distintas estruturas. A estrutura de alguns raios parece ser dinâmica.

Manobrabilidade:Algumas vezes são estáticos e tem manobrabilidade aparente zero. Muitos se deslocam em linhas retas. Alguns parecem ter rotação numa posição estática ou giratória. Alguns viajam em distintos e complexos caminhos.

Tempo de vida: Geralmente duram poucos segundos, de 7-8s. Entretanto, há relatos de raios esféricos que duraram vários minutos.

Comportamento:Alguns imitam o movimento de objetos próximos, outros descem ao solo. Alguns parecem “investigar” outros objetos. A maioria dos raios esféricos são atraídos por objetos metálicos ou magnéticos. Há muitas colisões reportadas, e algumas vezes eles podem causar grande dano. Estes raios esféricos podem pulsar, quebrar-se, mudar de forma, decair, explodir ou qualquer combinação destas.

Audibilidade:Raramente, os raios esféricos parecem emitir ruídos.

Cheiro:Encontros próximos com raios esféricos freqüentemente reportam cheiro de enxofre queimado. Algumas vezes foi reportado cheiro de amônia ou mesmo ozônio.

Temperatura:A temperatura dos raios esféricos quando sentida é freqüentemente descrita como sendo muito fria, isto é, nenhuma sensação de calor é sentida.
Entretanto, há relatos de raios esféricos fervendo água, derretendo linhas de força e aquecendo objetos metálicos.

Brilho:Os raios esféricos são geralmente luminosos como o brilho de uma lâmpada de rua(ou uma lâmpada incandescente de 20W). Eles podem ser vistos algumas vezes durante a luz do dia, e são freqüentemente vistos aparecendo sobre o solo durante a noite.

Ocorrência:Eles usualmente ocorrem durante tempestades elétricas, entretanto, raramente são observados precedendo ou seguindo uma tormenta. Muitos tem acompanhado raios regulares, aparecendo próximo ao ponto de impacto. Algumas vezes eles traçam rotas similares das nuvens ao solo que o raio faz.

Nota:Descrição de um raio convencional:

O raio é um flash de luz produzida quando um arco de descarga elétrica entre duas nuvens de tempestade ou entre a parte inferior da nuvem e a superfície da terra.A carga negativa na base da nuvem induz uma carga positiva na terra.Quando a diferença de voltagem alcança um alto valor suficiente(por volta de 10.000 volts p/cm)o ar torna-se ionizado ao longo do caminho e o raio se produz.O ar usualmente é um isolante, mas muda de característica quando a corrente passa por ele.O ar torna-se plasma, que é simplesmente onde os átomos que formam o gás são arrancados de seus elétrons para tornarem-se um oceano de elétrons e núcleos.O estado plasmático não dura muito e o ar reverte ao seu estado normal pouco depois.

Há relatos de raios esféricos quando passam por janelas fechadas e causam pequenos buracos na mesma. Certa teoria diz que o raio esférico pode ocorrer mais freqüentemente, mas o eletromagnetismo associado com ele não é forte o suficiente para torna-lo visível ao olho humano na vasta maioria das ocasiões.
Registro de morte causada por raio esférico data de 1754 quando o cientista russo G.W.Richman morreu enquanto estudava o fenômeno.
Teoria diz que o stress geológico na crosta terrestre produz raios esféricos de gás ionizado que são ejetados na atmosfera. As propriedades do gás(chamado plasma)pode ter estranhos efeitos sobre as pessoas que estão próximas. O plasma pode estimular regiões do cérebro que produzem vívidas alucinações, que podem ser a base para os alegados casos de abdução.

Neste link que apresenta uma tabela de tipologia de OVNIs vistos na região de Ponta Grossa e dos Campos Gerais podemos notar que diversos destes objetos se enquadram nas formas mencionadas acima nas manifestações do fenômeno do raio bola.

https://auppg.files.wordpress.com/2010/11/ufotable13.jpg

Alguns vídeos de raios bola, flagrados em várias partes do mundo. Com o advento e a difusão das câmeras de vigilância, que estão quase que praticamente por toda parte, aumentaram as filmagens de raios bola. Segue abaixo alguns desses vídeos…

http://www.youtube.com/watch?v=DNMQMBPrgUA

http://www.youtube.com/watch?v=s_jvcBuasyI&playnext=1&list=PL2029B76F84C87649&feature=results_video

http://www.youtube.com/watch?v=PKSkg_dWQSU

http://www.youtube.com/watch?v=k66bU3kPp7E

Anúncios

13 Comentários em “O Raio Esférico”

  1. guilherme Says:

    acho que foi um deces que eles viram!

  2. joelma diaz Says:

    muito legal ver isso é um trabalho que estou tentando fazer veleu..

  3. Dalcio Araujo Says:

    Bem, tenho interesse no tema por estar vivenciando este fenômeno em minha casa. No período de um ano foram 5 episódios dentro de quartos, banheiros e corredores, já tendo sido testemunhado por 3 dos cinco familiares, sendo um deles criança, ela teve mêdo porque estavamos escondendo os acontencimentos para não assustar, mas um dia estava lá uma coisa destas com uns 10cm de circunferência flutuando no banheiro do quarto dela sobre a pia, como se admirando no espelho, durou mais 15 segundos, depois explodiu em um estalo, não deixou nem um vestígio. Então explicamos às crianças para não tocar caso aconteça novamente, mas francamente não me sinto confortável com o pouco conhecimento sobre estes eventos, já investiguei seria falta de aterramento?, eletricidade causada pelo vento constante ba casa? Minério? Não deu para concluir nada, independe do clima. Se alguém puder acrescentar alguma informação que ajude a conviver com isto estamos abertos à sugestões.

  4. Marcelo Says:

    Dálcio, interessante o seu relato. Você mora onde? Se quiser responda diretamente no nosso email, indicado neste blog.

  5. Alan Bumac Says:

    Como no caso do Dalcio, aparecer 5 vezes já é meio estranho, como poderia aparecer tantas vezes sendo que o fenômeno é raro? Ai já não parece ser algo natural, será que as bolas tinham a “intenção” de aparecer dentro da casa dele? Minha vó disse que já viu estas bolas 3 vezes, passavam por cima da casa e ela relatou que o barulho era muito grande, ela pensava que era o fim do mundo, ai chegava o pai dela e dizia “Não se preocupe minha filha é a mãe do ouro!”. Meteoro acho meio difícil ser, seria muita coincidência ver meteoros passando por cima da casa 3 vezes. Só sei que nada sabemos.

  6. Marcelo Says:

    Alan, o fenômeno do raio esférico ainda é muito pouco conhecido pela ciência. No momento só podemos lançar hipóteses sobre o tema, sem poder confirmar nada… Mas aos poucos a ciência vai avançar nesta área, como por exemplo, há poucos dias, na China, uma equipe de meteorologistas que fotografava e filmava raios durante uma tempestade flagrou uma raio esférico se formando, e ainda tiveram a sorte de conseguir obter um espectro do mesmo(veja seção neste blog Espectroscopia de OVNIs para entender o processo). Isso foi um grande passo na pesquisa do raio esférico…Vejam o vídeo do raio esférico aqui:

  7. Silvano Says:

    Por volta de 1990 eu estava na cozinha com minha mãe e o clima naquele dia estava nublado quando uma espécie de raio na forma de uma esfera de uns 15 cm de diâmetro atingiu o topo de uma palmeira jerivá no fundo do quintal descendo pelo tronco vindo em direção a cozinha e adentrando por uma rachadura no vidro da janela a cerca de 1 metro de altura passando entre eu e minha mãe indo em direção a sala onde estavam 4 parentes assistindo futebol. A bola era branca-amarelada e arrebentou em um grande estouro no meio da sala. Todos ficamos assustados com tal fenômeno. As folhas da palmeira jerivá, onde tal ‘esfera de fogo’ descera, ficaram uns 4 anos com as folhas totalmente inclinadas para baixo.

  8. angelica couto Says:

    Na minha fase de adolescencia eu via volta e meia do nada umas bolas parecendo fluorescentes, as vezes tao proximas que se eu desse uns passo acima alcançaria, elas flutuavam e saiam do lugar lentamente quando eu muda de medo, me refazia do susto e tentava falar com alguem que estava proximo elas se dissolviam antes de eu apontar se as pessoas estavam vendo. Quando me perguntavam o que eu estava parada petrificada olhando para o o alto eu mentia e dizia as vezes que nao era nada.Tinha medo de estar ficando louca ou me acharem louca . Me recordo que eram bem proximas nao no céu como os ovnis como descrevem as pessoas de outros relatos.

  9. Maxwell Says:

    Se vocês querem ver algo estranho, tem que ir pro Chile… de santiago tomar um transporte que os deixe em Baños Morales. Dalí tomar um caminho no sentido “Glaciar El Morado”… quando chegar no vale do “Cerro Arenas” tem logo no começo umas rochas de barro petrificado que formam um lugar bom pra acampar.
    Fica no meio do nada, dentro da cordilheira dos andes.
    Acampem alí por alguns dias.. entre as pedras.
    Nâo vou comentar porque se eu o fizer vai parecer ridículo, mas garanto que quem busca emoção não vai se decepcionar.
    Recomendo, FORTEMENTE que uma vez que estejam nas barracas, se algo estranho acontecer, PERMANEÇAM DENTRO DAS BARRACAS. Deixem câmera do lado de fora, façam o que quiser, mas não saiam das barracas.
    Segue abaixo a localização do lugar no google maps… PORÉM.. agora tem que ir pra lá de forma clandestina porque estranhamente fecharam o acesso ao lugar.
    (PS. os locais contam muitas histórias incríveis, muitas bem duvidosas, mas depois de passar por 3 situações estranhíssimas, sozinho e acompanhado em diferente ocasiões e de ter ouvido relatos anos depois de pessoas contando o mesmo que vivi, não duvido de mais nada)
    abs
    https://www.google.com.br/maps/place/Ba%C3%B1os+Morales,+San+Jos%C3%A9+de+Maipo,+Regi%C3%B3n+Metropolitana,+Chile/@-33.7888102,-70.0223591,239m/data=!3m1!1e3!4m2!3m1!1s0x967cea2c3c9ee84b:0xac7489465d60d80e


  10. já vivencii este fenómeno, tinha 7 anos, a bola entrou na cozinha e parecia que observava me, eu fiquei paralizada, saiu pela copa, janela da copa e explodiu num grande estrondo num corredor, arrancando lascas na janela de madeira,

  11. Maxwel Francisco Ruivo Says:

    Quando eu era criança, fui buscar limão direto do pé, nos fundos de casa com o meu irmão e eu estava segurando uma vela para poder enxergar os limões e derrepente uma esfera branca (de tamanho aproximado a uma bola de tênis) começou a se deslocar numa velocidade tão grande que mal dava pra acompanhar com os olhos…ela veio… sei lá de onde e deu umas 6 voltas ao nosso redor e saímos correndo assustados sem saber o que era. Hoje tenho 27 anos e esse caso ocorreu quando tinha uns 7.


  12. Eu já vi 3. O meu avião decolou de Porto Alegre encima do Rio Glaiba numa tempestade. Na subida do avião vi 3 bolas e dentro delas explodia um raio e o raio estava dentro da bola que sumia logo depois da explosao. Pensei que era disco voador mas lendo na internet cheguei a conclusao q é um fenomeno atmosferico super raro.


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: